Diante do decreto municipal nº 6.278/2020 – que proíbe a realização de aulas presenciais em instituições de ensino de Pelotas – e do Plano de Distanciamento Controlado para a Educação, anunciado pelo Governo do Estado no dia 27 de maio, a Universidade Católica de Pelotas, atendendo também a orientações do Comitê Interno de Gestão – COVID 19, informa que continuarão suspensas, até 12/6/2020, as atividades presenciais nos campi da instituição. A medida está em consonância com a Portaria nº 343/2020, do Ministério da Educação, que dispõe sobre a substituição da programação presencial por aulas mediadas por tecnologia, enquanto durar a situação de pandemia.

Assim sendo, a UCPel adianta à comunidade acadêmica que as atividades teórico-cognitivas remotas, em andamento desde março, continuarão ocorrendo nesse formato até o fim do semestre e serão integralizadas à conclusão desse módulo letivo, observadas as orientações do MEC quanto ao tema. Em paralelo, informa que a Pró-Reitoria Acadêmica, junto às direções dos dois centros, do instituto e das coordenações dos cursos, finaliza a concepção do Plano Gradual de Retomada e Recuperação das Atividades Práticas e de Estágios, projetado para ser começado no dia 15/06/2020. Se a Prefeitura de Pelotas validar o decreto do governo estadual, o planejamento, a ser divulgado no dia 05/06/2020, será executado seguindo as orientações das autoridades públicas, em conformidade com os protocolos de biossegurança indicados, e garantirá aos alunos prazo adequado para que os estudantes de fora de Pelotas possam retornar à cidade. A retomada das ações atingirá, em um primeiro momento, os acadêmicos que são e/ou estão em Pelotas, e, posteriormente, os demais alunos, após o período de quarentena recomendado.

A UCPel lamenta que, até agora, não tenha havido, por parte da comunidade estudantil, o entendimento de que o cumprimento das atividades práticas ocorrerá dentro de um período que seja permitido pelo Estado e pelo Município. A instituição reforça que não está oferecendo cursos em EaD, mas adiantando o período dos conteúdos teóricos conforme recomendado pelo MEC. As aulas seguem ocorrendo, nos mesmos horários, com os mesmos professores e com um esforço coletivo para que a prestação de serviços educacionais seja mantida hígida, como sempre ocorreram na Universidade Católica de Pelotas.

Quando se refere a EaD, deve ser levada em consideração que, por se tratar de uma modalidade, possui um modo de funcionamento próprio. Com concepção didático-pedagógica, é estruturada de forma flexível e abrange os conteúdos, atividades e toda uma preparação adequada às características das áreas dos conhecimentos gerais e específicos, contemplando todo processo avaliativo discente. Não é o caso do que ocorre na UCPel hoje e o que se passa no atual momento em virtude do COVID-19.

Logo, a despeito da manutenção dos serviços pela instituição, se preconizou a manutenção do corpo docente e do corpo técnico e administrativo, que não se completa apenas nos cursos de graduação e de pós-graduação presenciais, mas em todos os demais cursos e, especialmente, no Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP). Destaca-se que o HUSFP e a Universidade  empregam cerca de 1.800 trabalhadores. Lamentavelmente ou, provavelmente, os alunos e/ou pais ou representantes legais desconhecem o aparato e o envolvimento dessa gama mais variada de trabalhadores que mantém o funcionamento de suas atividades durante essa crise sanitária vivenciada.

Cabe ressaltar que a Universidade e o Hospital não se utilizaram da MP nº 936/2020, que permite a suspensão e a redução salarial de trabalhadores pelas empresas. Decidiu-se manter os empregos, com pagamentos salariais rigorosamente em dia. E por consequência, mantendo ambos, estão preservadas também as atividades práticas presenciais programadas e que em breve serão oferecidas.

O curso de Medicina, por exemplo, contribui para a manutenção desse complexo que, em síntese, é dedicado a todos os alunos da graduação e dos demais cursos vinculados à área de saúde, como Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Odontologia e Psicologia. É fundamental, portanto, que o HU, maior laboratório de ensino da UCPel, continue atendendo e prestando serviços a Pelotas e região.

Hoje, em razão dos custos de enfrentamento à pandemia, cujos aumentos nos preços de insumos e de equipamentos de proteção individual chegam à casa dos 500%, a UCPel já lida com um déficit de mais de R$ 2,5 milhões apenas no que diz respeito ao HU. Não há, assim, como incluir na mesma conta redução no valor das mensalidades, manutenção de milhares de empregos, salários em dia e estrutura ativa.

Em razão da manutenção das atividades remotas, como ocorre desde 19/03/2020, o contato com a Universidade se dá através desse formato, por endereços divulgados em notas, nas redes sociais e também na seção Fale Conosco de nosso portal, que pode ser acessada no link https://ucpel.edu.br/faleconosco, onde a excepcionalidade do atendimento durante o período de pandemia é destacada.

A Universidade também vem, em seus canais de comunicação oficiais e diretamente por e-mail, para toda a sua comunidade acadêmica, emitindo notas informativas sobre decisões e nortes adotados por recomendação do Comitê de Gestão Interna COVID-19. Todas as manifestações  estão disponíveis em https://coronavirus.ucpel.edu.br/category/nota.

A UCPel, diante do exposto, reforça: a universidade não paralisou, segue e seguirá atuando fortemente para dar continuidade à formação de todos os seus alunos, de todos os cursos, na busca incessante para manter empregos e para honrar todos os seus compromissos. Não se exime a universidade de reconhecer que toda a população está passando por dificuldades de diferentes ordens, e obviamente, econômico-financeira. Estamos a par dessa realidade. Sabemos que a crise sanitária atinge a todos. Como instituição comunitária, temos atuado para amenizar os impactos que a pandemia gera em Pelotas e região. Nossas ações durante o período, que reforçam o nosso compromisso também enquanto instituição filantrópica e confessional, estão documentadas no site https://coronavirus.ucpel.edu.br/.

Quanto ao relacionamento com o setor Financeiro da instituição, como divulgado em nossas notas e diretamente por e-mail, a UCPel não está aplicando juros e multas nas mensalidades e tem renegociado, individualmente, as parcelas em atraso com aqueles alunos que têm dificuldades financeiras. Manterá, então, esse canal de negociação aberto, tratando caso a caso.

Por fim, a UCPel pontua que tem 60 anos de trajetória e é uma referência na região sul do Estado. Tem tradição em formar líderes, comprometidos em atuar em prol do desenvolvimento social e humano. Por ser uma instituição comunitária, não tem fins lucrativos e destina parte de sua receita às atividades de educação e assistência social, como bolsas de estudo, atendimento gratuito em hospital, clínicas, assistência judiciária, entre outros serviços.

Entendemos as manifestações de alunos e de seus responsáveis, além de toda comunidade, que tem a mais ampla liberdade de expressão. Sugestões, críticas e reclamações são sempre bem-vindas, afinal, a universidade depende da construção coletiva, sempre. Mas para que a retomada das práticas ocorra conforme o planejado, a estrutura da UCPel precisa estar viva e funcionando. Por isto, deixamos aqui nosso agradecimento e reconhecimento àqueles que continuam acreditando na Católica de Pelotas e entendem a importância de manter a viabilidade da instituição nesse momento de excepcionalidade.